Search
Close this search box.

BootCamp Iphac: Aprendizes explicam como fazer a correta separação do lixo em casa

Jovens contam, em vídeo, como separar rejeitos, recicláveis e orgânicos em casa

Os aprendizes do Iphac – Instituto Promover produziram nesta semana um vídeo sobre a separação correta do lixo. Além da preocupação com a formação curricular dos jovens, o Iphac se dedica às questões sociais e ambientais.  

Atentos aos desafios climáticos, eles explicaram a importância da separação do lixo para a sustentabilidade do planeta. Tudo que é descartado em casa tem um fim específico e a maioria do que vai para a lixeira pode ser reaproveitado.  

Os resíduos são classificados em três: rejeitos, recicláveis e orgânicos. O primeiro grupo é tudo aquilo que não dá pra reaproveitar, reciclar ou compostar. Os exemplos são restos de carnes, derivados de leite, papel higiênico, entre outros. Esses devem ir para o aterro sanitário. 

Os lixos recicláveis são aqueles que podem ser reutilizados de alguma maneira. Também conhecido como lixo seco esses materiais podem virar um novo produto, como vidros, plásticos, metal, papel.  

Um ponto muito importante levantado pelos aprendizes do Iphac é a coleta seletiva feita em diversas cidades do Brasil. Em Goiânia, por exemplo, a Companhia Municipal de Urbanização (Comurg) é a responsável por fazer a coleta desse tipo de resíduo uma vez por semana.  

Procure saber se na sua cidade existe essa iniciativa e passe a separar o lixo também. Todo o material reciclável é encaminhado para cooperativas que trabalham na transformação desses resíduos. Além de diminuir o impacto na natureza, colabora com a geração de empregos.  

Por último, existe o lixo orgânico que é aquele que é descartado na cozinha durante a preparação de alimentos. Cascas de frutas e legumes, folhas e outros que podem ser compostados. Como explica o aprendiz do Iphac, a compostagem é a manipulação desse lixo para que possa ser utilizado como adubo natural.  

Essa prática reduz a quantidade de lixo nos aterros sanitários e diminui a quantidade de gases lançados na atmosfera. O adubo produzido pode ser usado em hortas. Também existem inciativas de compostagem em alguns municípios brasileiros, além de ser uma opção para fazer em casa.  

O vídeo com a explicação completa dos aprendizes está disponível no canal do Iphac, no Youtube. Nas redes sociais eles e a equipe do Instituto também postam dicas frequentes. O Iphac é sustentável! Siga esses passos para um mundo melhor! 

Compartilhe esse post:

você pode gostar...