Search
Close this search box.

Governo anuncia que tomará medidas para assegurar permanência do jovem na escola; Iphac segue com ações afirmativas

O Governo Federal anunciou nesta quinta-feira (27) que o governo federal trabalha em ações para fortalecer a permanência dos jovens no ensino médio, mas que isso ainda precisa ser mais bem planejado para garantir recursos no orçamento. O ministro da Educação, Camilo Santana, lembrou a realidade do jovem quando chega ao ensino médio. “Muitas vezes ele larga ali, porque quer trabalhar. Ele precisa ter apoio financeiro para se manter na escola”.

Dentre as ações que devem ser tomadas, algumas delas o Instituto Promover – Iphac defende e aplica no dia a dia, como o incentivo à Aprendizagem, ao ensino profissionalizante e inclusão dos jovens no mercado de trabalho. Além do programa Promover Aprendiz, conhecido como Jovem Aprendiz, o Iphac oferece cursos, oficinas e oportunidades de adquirir novos conhecimentos em atividades com parceiros em vários lugares do Brasil.

O presidente do Instituto, Valdinei Valério, é um dos defensores da inclusão profissional do jovem, e também combate a implementação do chamado Novo Ensino Médio. “O jovem, em especial o que precisa ajudar a colocar comida na mesa, precisa de oportunidades de trabalho remunerado durante o ensino médio, o que já vai prepará-lo para o mercado de trabalho. Só assim nossos jovens vão parar de abandonar as escolas para trabalhar”.

O governo federal iniciou em abril uma consulta pública sobre ensino médio, e mais de 150 mil alunos já se manifestaram e defenderam a necessidade de responsabilidade pactuada para a construção de política educacional. “Ninguém vai fazer nada na educação com imediatismo, com espetacularização, mas vai fazer com trabalho, com planejamento”, disse o ministro.

Leia também:

PROCESSO SELETIVOEstágio Remunerado IBAMA (Edital 1/2023)Etapa: ENCERRADO

Compartilhe esse post:

você pode gostar...